2 de jun de 2009

O grito pop da Amazônia





A Amazônia é Pop - Los Porongas poem o Acre no circuito do rock brasileiro
O Globo - terça-feira - 02/06/09

Caderno de Cultura
por William Helal Filho

Veja a íntegra da matéria aqui.

E a entrevista com Diogo aqui.

7 comentários:

Luiz Matos disse...

Olá Los Porongas!
Gostaria de dizer que a BR 364 se inicia em Limeira/SP (vocês sabiam disso?), passa por Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Rondônia e termina aqui no Acre.

Logo, a declaração de que Porto Velho é a única capital que podemos chegar de carro é falsa!

Por favor, vocês tocam tão bem.. mas peguem mais leve na hora de usar a "Amazônia" para se divulgar.

Ou então, venham mais vezes por aqui. E de preferência, peguem aquele ônibus Lotado e tentem cruzar a Marechal Deodoro ou a Av. Ceará no horário de pico (termo que vocês devem ouvir muito aí por São Paulo!)

Michelle Portela disse...

Los Porongas são os caras mais talentosos da região - e olha que, por aqui, somos bem servidos de talento-, usando com primor elementos locais com melodia universal. E isso, em nada está relacionado a aspectos geográficos. De Zumbi a Chico, do moço ou senil. Vida! Tenho orgulho de ter sido a primeira pessoa a ouvir "Nada além".

Um beijoo

Anônimo disse...

Olá Luiz,
Realmente não ficou bem colocado o que o Diogo disse, faltou explicar o que ocorria na época e que no meu caso ainda ocorre, é que, todos nós tinhamos que voltar aos nossos trabalhos, tradicionais ou formais, após os shows e que por isso ficava inviável ir mais longe de carro ou de ônibus.
Comparativamente, te garanto que não existe engarrafamento em Rio Branco! Só pra ilustrar, e isso não ocorre só em horário de pico não é todo dia e a qualquer hora, semana passada tive que ir a uma feira e na ocasião eram só 217 km(isso deve dar todas as ruas de RB) de problemas nos principais corredores da cidade, e com um agravante, pra nós que não somos daqui, é que não existem caminhos alternativos em Sampa!
Mas, você tem razão! Da forma que foi colocado, passa uma informação errada!
Agora, na boa! Nós não temos culpa da banda ter surgido no Acre, situação da qual temos muito orgulho, o que nós tentamos é viver da nossa música!
Abraços
Márcio Magrão

diogodoacre disse...

Rapaz, as coisas saem na imprensa e sempre sobra pra alguém, rs. A matéria é muito boa no cerne, mas algumas informações acabaram se truncando pelas beiradas. A coisa mais próxima de uma cachoeira perto de Rio Branco que eu vi foi a biqueira da casa onde eu morava lá na Estação, quando caia um toró; e qual é a única capital do Norte que se pode alcançar por terra, partindo de Rio Branco, sem sair do Norte? Se alguém souber de alguma além de Porto Velho me avisem com urgência, porque aí eu vou ter que devolver meu diploma de ensino médio pro Itamar e pro Evaristo, lá no Meta; o trânsito na cidade é horrível e todo mundo sabe disso, principalmente nas horas do rush (pela manhã, meio dia e no final da tarde, todos os dias, ou quando inventam qualquer coisa que termine com ata - passeata, carreata...). Rio Branco cresceu sem planejamento e já tem mais carros do que suporta sua modestíssima malha viária. Agora não dá pra comparar, nem em sonho, com as centenas de Km de engarrafamento que rolam corriqueiramente por aqui. Em maio ouve um dia com cerca de 260 Km. Acho mesmo que é melhor pro Acre querer ser grande em outras coisas. E quer saber? Se quem leu pensou que minha adorável cidade tem cachoeira, não tem engarrafamento e é difícil de chegar tenho certeza que ficou interessado em conhecer e pelo menos não ficou sabendo que o Ministério Público atua como um advogado particular do Estado; que o judiciário é a lesma das conveniências e permite que uma boate funcione em cima de um posto de gasolina; que se desmata muito além do que se vê e na hora do IMAC mostrar o pau a cobra se arrasta. Tanta coisa pra se preocupar e há quem reclame de cachoeira imaginária? Como diria Hélio Flanders, a estrada espera! Saudações sempre musicais.

Nicola disse...

Oi. Como posso entrar em contato com vocês, para pedir de usar a vossa musica em um curta-metragem acreano?
Agradeço.

Luiz Matos disse...

Pessoal, quero saber como faço para comprar ingressos para assistir o show do dia 19/07 no teatrão.

Sopro construtor disse...

um sorriso é tudo...