10 de mar de 2008

BOAS noites...


Show na Choperia do Sesc Pompéia – 28/02


enquanto uns dormem outros vêem a claridade do que é real



Veja mais fotos de Renato Reis


Show em Curitiba, TG Apresenta no Joker's Pub – 22/02

Quando ainda morávamos no Acre, conhecemos muita gente de outros estados que sempre nos diziam que a gente TINHA que tocar nas casas que costumavam freqüentar. Foi assim com nossos amigos mineiros, saudosos em plena amazônia do clima underground clássico do bar A Obra; foi assim quando conhecemos Fernanda, paranaense que nos dizia sempre, invariavelmente, que TÍNHAMOS que tocar no Joker's Pub. E não é que tocamos lá? E nem faz tanto tempo que isso era apenas uma boa conversa de bar lá no Acre.

Nossa ida à capital da Rua das Flores foi, para além de uma concretização de uma vontade antiga, uma prova de como é possível juntar os paus certos pra fazer a canoa navegar. Some uma banda conectada com a realidade da cidade e com o tempo, uma casa noturna bem estruturada e disposta a investir nas boas idéias dessa banda e você vai ter o Terminal Guadalupe Apresenta, um projeto autosustentável que garante o mínimo com gosto de máximo para bandas independentes como Cabaret (RJ), Violins(GO) – bandas que já se apresentaram no projeto – e agora, os Los Porongas.

Esta edição do Terminal Guadalupe Apresenta foi a deixa para conhecermos melhor os caras dessa banda curitibana, pois já tínhamos nos encontrado no show do CCSP, onde tocamos, também a convite de Dary (voz) e Allan (guitarra), os comandantes do Terminal.

Além do Joker´s ser um lugar onde as pessoas são loucas e superchapadas, ou seja, um lugar do caralho, o que é sempre levado em consideração quando se viaja, o mínimo que seja, para tocar em algum lugar, no TG Apresenta ainda houve fatores extras como o tour pelo centro de Curita, com direito aos ótimos préstimos do guia turístico, ou melhor, jornalista, ou melhor, vocalista do Terminal, Dary Jr.

Entre a rodoviária e o hotel, entre o hotel e o restaurante, entre o restaurante e a casa do Dary, entre a casa do Dary e o programa de rock numa emissora de tv, entre a tv e o Jokers e em todos os entre sempre a lembrança da boa acolhida, das ótimas conversas, do sonho compartilhado e daquelas músicas dos Beach Boys que rolavam no carro do Allan enquanto rodávamos pela cidade. Era uma gravação ao vivo, uma session maravilhosa e descontraída que nos trouxe o som desses sixties de um modo completamente vivo e pulsante. Trilha sonora compatível com a beleza da cidade. E salve Brian Wilson enquanto uns dormem, enquanto Pernambuco chora e enquanto os Sabonetes, banda que abriu a noite, segue fazendo bonitas canções.


Veja as fotos dessa noite no Flickr de Douglas Fróis